Missões – Desafio Jovem

Tenho 23 anos e, qualquer carreira que eu escolhesse para seguir, carregaria a faixa de “novata” e seria uma iniciante de mão cheia. Mas eu não escolhi qualquer carreira. Escolhi ouvir e obedecer a ordem de nosso Senhor Jesus e ir. Ir aonde Ele me guiar para anunciar o Evangelho do Reino até que Ele venha!

Desde menina, fazendo parte de uma família de missionários em Moçambique, não me via fazendo outra coisa a não ser seguir os passos de meu Mestre e proclamar a Sua salvação àqueles que ainda não tiveram a chance de ouvi-la. Essa certeza cresceu e se fortaleceu cada vez mais. Há 4 meses e 23 dias, deixei minha casa definitivamente e só com passagem de ida, sem saber quando veria minha família, igreja e amigos novamente. Imagino que seja um pouco parecido com o que Pedro e os outros apóstolos sentiram ao deixarem tudo para seguirem a Cristo… Uma alegria imensa em poder participar da obra dele! Que privilégio é fazer parte dos que negaram tudo e seguiram o propósito maior de Cristo! Essa alegria supera qualquer saudade, desconforto ou incertezas.

Ao longo da caminhada cristã, ouvimos tantos nomes como Hudson Taylor, William Carey, Sofia Müller, Gladys Aylward e Amy Carmichael e nos admiramos com a coragem e disposição desses irmãos. No treinamento missionário ouvimos outros nomes, são professores e novos colegas cujas histórias são de tamanha fé e aventuras como as dos antigos missionários. Tudo vai ficando menos distante, mais pessoal, mais perto, e você se dá conta de que terminou essa etapa e agora é você quem vai para o campo fazendo parte dessa nova geração de missionários. Você tem a chance de se despedir de seus queridos e dizer (em vez de embarcando num navio, entrando pelas portas do aeroporto): “que o Cordeiro receba a recompensa de Seu sofrimento!”. Você tem a chance de partir para o desconhecido depois de inúmeras mudanças de datas, hospedagens, longas viagens, mudanças radicais de clima e, é claro, as incertezas e decisões que sempre nos acompanham em cada planejamento.
Que grande nuvem de testemunhas! Quantos ensinamentos recebidos nas salas de aula que agora precisam ser praticados a cada dia! Que grandioso desafio de integração num povo e ensino do Evangelho! Assusta? Sim! Paralisa? Jamais!

Uma certeza sustenta-me a cada dia: “Fiel é o que vos chama, o qual também o fará.” (1 Tessalonicenses 5:24).
Respiro tranquilamente com a paz que excede todo entendimento quando O ouço dizer: “A obra de Deus é esta: que creiais naquele que por Ele foi enviado.” (João 6:29).
Sim, eu creio. Creio que Ele é fiel. Creio que Ele é o Senhor da seara e, consequentemente, o maior interessado e desejoso de que os povos indígenas O conheçam e recebam a vida eterna. Creio que Ele é quem me capacitará e sustentará a cada tempestade que vier, a cada gigante que se levantar, pois vou em nome dEle, na autoridade e poder de Seu Espírito, o mesmo que estava sobre Cristo, hoje vive em nós.

Ainda visto a faixa de “novata” e me sinto muito empolgada e inexperiente em quase tudo, mas tenho um colega de trabalho que é o mais experiente de todos, o Veterano dos veteranos em missões! O próprio Cristo Jesus! Segurando em Sua mão e olhando fixamente para Ele, sigo confiante, um passo de cada vez, sendo apenas uma extensão dEle aqui na terra. Seguirei aprendendo, crescendo, construindo relacionamentos, ensinando todas as coisas que Ele me tem ensinado e descanso sabendo que, como Ele já nos disse, estará conosco até a consumação dos séculos.
Sarah Almeida

Fotos: Acervo pessoal da autora