Missões é viável?

Os moravianos levaram diante do Senhor em oração e ação uma prática missionária digna de ser imitada.

A enorme tarefa missionária que temos pela frente é um desafio que nos leva a questionar é viável tentar alcançar as quase 4.000 línguas sem tradução, a janela 10×40, as minorias étnicas?

A igreja do primeiro século  enfrentou desafio maior com determinação e o cristianismo cresceu. Os moravianos levaram diante do Senhor em oração e ação uma prática missionária digna de ser imitada. Veja abaixo esses dois exemplos e inspire-se nele.

“No dia 13 de agosto de 1727 houve um avivamento missionário entre um grupo de Checos refugiados na Saxônia (atual Alemanha), chamados de Morávios. O líder daquele movimento era Nicolas Von Zinzendorf e esta pequena igreja enviou missionários para todos os continentes da terra e mudou o rumo da nossa historia. Já ao fim deste movimento, Zinzendorf desejou fortemente enviar  um missionário para alcançar os esquimós no Ártico e decidiu desafiar o oleiro da aldeia. Um homem de meia idade, solteiro, que fazia vasos de barro para viver. Mas, Zinzendorf não tinha mais dinheiro e nenhuma equipe para enviar com ele como fizera no passado. Após orar, ele o chamou em um fim de tarde e disse: “Creio que é a vontade do Senhor que alcancemos os esquimós e quero desafiá-lo a ser este missionário. “Não temos dinheiro para lhe dar, portanto, se aceitar você irá como peregrino e com certeza, pela distância e dificuldade de chegar à região, não creio que jamais poderá regressar”.

Aquele oleiro pensou por um momento e disse: “Falar de Jesus? Se você puder me dar um par de sapatos usados, amanha cedo eu irei”. Imagino que aquele homem estivesse descalço e sua única exigência ao dar a sua vida à causa de Jesus foi um par de sapatos usados. Hoje, mais de 50% dos esquimós são crentes no Senhor Jesus.”.

 Trecho da mensagem “Venha o teu reino até a última fronteira”.  Missionário Ronaldo Lidório III CBM.

Missionário Silas de Lima